Um pouco da história da F1 no apartamento de Barrichelo

um-pouco-da-historia-da-f1-no-apartamento-de-barricheloRecordista de participações na Fórmula 1 com 325 corridas disputadas, Rubinho Barrichelo confessa em entrevista ao Globo Esporte que, aos 40 anos, não se vê mais competindo na categoria. Ele até brinca dizendo que voltaria caso fosse chamado, mas admite que não se preparou para uma despedida.

Barrichelo também revelou que no fim da temporada de 2011 sentiu que poderia estar dando adeus às pistas como competidor e aproveitou para recolher autógrafos de todos os companheiros de grid em um capacete, alegando que a renda obtida com o leilão da peça seria destinada ao IBK, entidade filantrópica que mantém em sociedade com o amigo de infância e também piloto Tony Kanaan.

Mas esse não é o único capacete que o corredor possui em casa. Barrichelo guarda no apartamento parte da história da Fórmula 1 com uma diversificada coleção de capacetes. Coleção esta que ele apresentou ao abrir as portas de casa para conceder a entrevista.

Nas estantes ficam expostos capacetes utilizados por ele mesmo desde os tempos de kart e alguns que recebeu de alguns colegas de pista, como Tony Kanaan, Dario Franchitti e Marco Andretti, da Fórmula Indy, além de Fernando Alonso, Michael Schumacher, Jenson Button, Jarno Trulli, Mark Webber e Sebastian Vettel, da Fórmula 1.

Barrichelo também possui um capacete réplica da primeira pintura usada por Senna, da época em que ele ainda competia apenas com kart. Além disso, guarda em casa um capacete feito sob medida para o tricampeão Senna, porém jamais usado pelo competidor. Isso aconteceu porque Senna decidiu optar por outra empresa para produzir os seus cascos, e quando Rubinho foi conhecer a fábrica que então faria os seus capacetes descobriu dois capacetes que haviam sido feitos para Senna e hoje os guarda como recordação.

Após cerca de três décadas nas pistas de corrida, Rubinho relembra os melhores momentos que viveu nas pistas e cuida da coleção de capacetes que muitos dariam tudo para ter.

Veja também: Perfil de Piloto – Rubens Barrichello.

Seguindo normas e padrões da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), o Autódromo Internacional de Curitiba, em atividade desde 1967, é referência em qualidade, funcionalidade e segurança para provas de automobilismo e motociclismo. http://www.autodromodecuritiba.com.br/

Tags: , , , Categoria: Fórmula 1

Comentários Facebook

3 Respostas para Um pouco da história da F1 no apartamento de Barrichelo

  1. Pingback: Estreia espetacular na Stock Car: o novato Felipe Fraga leva a melhorBlog do Autódromo Internacional de Curitiba – BLog do AIC

  2. Pingback: Dentista britânico quer vender coleção de carros por mais de £100 miBlog do Autódromo Internacional de Curitiba – BLog do AIC

  3. Pingback: No AIC, Rubinho é campeão após 23 anos sem títulos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *