Tem Marcas e Pilotos neste fim de semana

O Autódromo de Curitiba (AIC) recebe de hoje (17) a domingo (19) mais uma etapa da Copa Pinhais de Marcas e Pilotos. A competição, que já está na terceira edição de 2010, é promovida pela Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA) e tem sido bastante disputada. No total, serão oito etapas com cerca de 40 pilotos do Paraná e Santa Catarina.

Confira a classificação da competição após duas etapas realizadas e não deixe de conferir todas as emoções no AIC!

Classificação

Marcas A:

1.º) James Ramos (SC), 80 pontos;

2.º) Valmor Emílio (PR), 63;

3.º) Marcel Rodrigues (SC), 53;

4.º) Felipe Lobo (PR), 36;

5.º) Pierre Sabbagh (SC), 35;

6.º) Adriano Roisdorfer (PR), 33.

Marcas B:

1.º) Lisboa Jr/Lorenzo Finardi (PR), 78;

2.º) Davi Dal Pizzol (SC) e Rodrigo Bonora/Lúcio Seidel (PR), 57;

3.º) Leonardo Fortunato (PR), 41;

4.º) Andrei Carta/Ruslan Carta Filho (PR), 35;

5.º) Edson Luiz Sita (PR), 27;

6.º) Billy Gabardo (PR), 24.

Marcas A

Sênior:

1.º) Ângelo Marqueto (PR), 79;

2.º) Marcos Ramos (PR), 67;

3.º) Luiz Ferreira/Guto Baldo Neto (PR), 66;

4.º) Carlos Brockveld (SC), 37;

5.º) Gilbeto Borges (PR), 21;

6.º) Toninho Espolador Neto (PR), 19.

Stock:

1.º) José Carlos Franzoi (PR), 44;

2.º) Maurício Reuter (SC), 33;

3.º) Marco Garcia (PR), 27;

4.º) Armin Kliewer (PR), 23;

5.º) Anderson Campos Andrade (PR), 17;

6.º) Marcos Chueda (PR), 13.

Confira a programação completa do fim de semana no site do AIC!

Foto: Nei Quadros

Comentário
Tags: , , , , , Categoria: Copa Pinhais

Onde nascem os grandes pilotos do automobilismo mundial

Criada após II Guerra Mundial, na Europa de 1950, a Fórmula 3 nasceu como uma forma de entretenimento e, talvez por isso, tenha sido considerada durante muito tempo uma categoria inferior do automobilismo, com condutores jovens  e com fome de velocidade em seus carros baratos.

Hoje, e já há algum tempo, é considerada uma categoria de base e também de passagem obrigatória para qualquer piloto que queira deixar sua marca no mundo das corridas nas categorias mais competitivas, como a Fórmula 1, por exemplo. Hoje a F3 está dividida por continentes da seguinte maneira: F3 Euro, a F3 Sul-americana e a Asian F3 Pacific Series.

A América do Sul teve sua 1ª corrida em 1987 – supervisionada pela Confederação Sul-Americana de Automobilismo (Codasur) e da Confederaçao Brasileira de Automobilismo (CBA), no Autódromo de Cascavel, no Oeste do Paraná.

Desde a sua criação, já revelou grandes nomes do automobilismo mundial e nacional, como Rubens Barrichello, Hélio Castroneves, Christian Fittipaldi, Gabriel Furlán, Cristiano da Matta, Vitor Meira, Nelsinho Piquet, entre outros.

A Fórmula 3 é reconhecida pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA)  e é considerada por muitos pilotos uma porta de entrada para a Fórmula 1. Isso porque o campeão de cada temporada fica habilitado a competir na famosa categoria e os outros cinco melhores colocados podem passar a competir na Fórmula 3000 Internacional, mais conhecida como Fórmula-1 Júnior.

O regulamento técnico e esportivo é o mesmo que a FIA estabelece para todas as categorias de Fórmula 3 disputadas nos demais países do mundo.

Foto: Jornale

3 comentários em Onde nascem os grandes pilotos do automobilismo mundial
Tags: , , , , , , Categoria: Automobilismo

Equipe Flash Power Racing na 3ª Etapa do Paranaense de Arrancada

Piloto recordista Alejandro Sanchez e sua equipe concedem entrevista exclusiva para o blog

Os fãs de Arrancada tiveram um fim de semana eletrizante no Autódromo Internacional de Curitiba. Mais de 3 mil pessoas acompanharam os treinos livres e as baterias oficiais da 3ª Etapa do Campeonato Paranaense de Arrancada nos dias 11, 12 e 13 de junho.

Destaque para a presença do piloto recordista, Alejandro Sanchez, que levou mais uma etapa do Paranaense de Arrancada 2010. Sanchez e os integrantes da sua equipe Flash Power Racing concederam entrevistas exclusivas para o Blog do AIC. Confira:

Com 18 anos de experiência, Alejandro é o maior vencedor da categoria na Arrancada Brasileira e detém recordes em varias pistas de arrancada em boa parte do país. Ele pilota um Dragster Top Alcohol com cerca de 4000cv, que atrai a atenção do público por onde quer que passe. E é justamente a energia do público que fascina o piloto, que cita o AIC como um dos melhores circuitos sul-americanos para campeonatos.

AIC: Há quanto tempo e como começou na Arrancada?
Alejandro Sanchez: Comecei há 18 anos. A primeira prova foi em 1992, em São Paulo com um Gol GTS.

AIC: Quais os principais títulos da sua carreira?
Alejandro: Sou recordista brasileiro de arrancada no Velopark, com o tempo de 5,763s nos 402 metros. Aqui no AIC – Autódromo Internacional de Curitiba, detenho o recorde de velocidade com a marca de 403,32 km/h nos 402 metros. Alguns títulos de que me recordo são o Hepta-campeonato Paranaense de Arrancada e Festivais Brasileiros no AIC, além do recorde Brasileiro de velocidade, ao estabelecer a média horária de 310,66 km com um Porsche 993, biturbo de 3,8 litros, em reta de um quilômetro lançado no Festival de Velocidade, realizado em São José dos Campos.

AIC: E qual a sensação de ser o piloto mais rápido do Brasil sobre quatro rodas?
Alejandro: Eu venho aos campeonatos para me divertir. A Arrancada tem um lado competitivo, mas a melhor parte é o contato com o público. É um evento longo, que dura três dias, e o público pode estar sempre perto dos carros e dos mecânicos, diferente de outras categorias em que esse contato dura apenas uma hora, durante a visitação dos boxes.

AIC: A Flash Power Racing está presente em quais categorias e como seus fãs podem saber mais sobre sua carreira e seus próximos objetivos?
Alejandro: Hoje estamos na Arrancada e na Stock Car. Quem quiser saber mais sobre nós acesse www.alejandro.com.br ou me siga no Twitter @alejandro_01. Um forte abraço a todos os amigos do Blog do AIC.

Pablo Sanches, responsável pela telemetria da equipe Flash Power Racing também conversou sobre o seu trabalho conosco:

AIC: Qual é a sua função na equipe?
Pablo Sanches: Telemetrista, especialista em eletrônica e paraquedas. A telemetria é a fonte de informações do carro. Fazemos a leitura e a interpretação dos dados para poder definir, em conjunto com toda a equipe, as estratégias de cada largada de acordo com a pista e as condições climáticas.

AIC: Há quanto tempo atua na Arrancada?
Pablo: Há 3 anos, sempre na equipe Flash Power Racing do Alejandro.

AIC: Quanto tempo de experiência no automobilismo e por quais categorias passou?

Pablo: De automobilismo são 12 anos. Já passei pela Mini-baja SAE (Society of Automotive Engineers), Fórmula SAE, Miliage SAE, Turismo Endurance, Rali de Regularidade, Rali de Velocidade e Rali Cross Country.

Ouvimos também o Chefe da Equipe, Márcio Rogério da Cruz (Rogerinho), há um ano e meio na equipe do piloto Alejandro, mas com 16 anos de experiência em Arrancada e Stock Car.

AIC: Como você começou a trabalhar no automobilismo?
Márcio Rogério da Cruz: Eu tinha oficina e comecei a trabalhar preparando o carro de um piloto lá mesmo. Inicialmente trabalhei com carro para circuito de terra.

AIC: Qual a diferença de um carro para circuito de terra para um de Arrancada?
Rogerinho: O circuito de terra é bem mais amador. Na Arrancada, temos que prestar atenção a mais detalhes, fazemos revisão a cada largada. É um esporte onde levamos o motor ao extremo e qualquer erro pode custar não só a derrota como um grande prejuízo.

Comentários
Tags: , , , , , , , , , Categoria: Arrancada

História da Arrancada

A 3ª Etapa do Campeonato Paranaense de Arrancada acontece neste fim de semana no Autódromo Internacional de Curitiba e promete levar muitos admiradores da categoria para as arquibancadas. A Arrancada é um esporte que une pilotos bem preparados em local apropriado para competir oficialmente na tentativa de cobrir um determinado percurso, em linha reta, no menor tempo possível.

E tudo começou como uma brincadeira. No início, eram apenas jovens americanos sem dinheiro e loucos por velocidade, que transformavam sucatas de roadsters em máquinas super equipadas com motores V8.

A modalidade surgiu na Califórnia, logo após a II Guerra Mundial. Os participantes mediam a potência de seus carros dentro de um percurso de 402 metros (distância mantida até hoje e equivalente a 1/4 de milha) pelas ruas, mas sem responsabilidade alguma e nenhum critério de segurança.

Vendo isso, o apaixonado por motores fortes, Creighton Hunter, resolveu oficializar a corrida, adotando uma pista de pouso da Força Aérea Americana em Santa Ana (Califórnia) e criando assim, a primeira associação para profissionais do esporte de arrancada.

Até hoje as competições são realizadas em duplas e por categorias, separando os diferentes tipos de veículos, dividindo-os pela potência ou pelo nível de preparação de cada piloto.

Os Estados Unidos reúnem as principais competições, os melhores carros e melhores pilotos. Lá, a categoria “Top Fuels” percorre os 402 metros em aproximadamente 4 segundos, com velocidades superiores a 500 km/h. Os carros dessa categoria são considerados os de aceleração mais rápida do planeta.

A evolução tecnológica na categoria fez com que as velocidades alcançadas fossem cada vez mais altas. Para se ter uma idéia, em 1984, a velocidade máxima era de 418 km/h. Hoje o recorde é do piloto Tony Schumacher, que percorreu os 402 metros a 523 km/h em apenas 3.7 segundos.

Arrancada no Brasil – Curitiba carrega a honra de ter sido a primeira cidade brasileira a receber uma competição desse gênero, no ano de 1958. Conhecida como o “Primeiro Quilômetro Parado de Curitiba”, a disputa foi realizada no percurso de 1.000 metros.

O detentor do recorde de arrancada no país é o piloto Alejandro Sanches, com a velocidade de 403 km/h, em um tempo de 5,9 segundos.

Foto: Nei Quadros

Comentário
Tags: , , , , , , , Categoria: Arrancada

Alejandro Sanchez segue invicto no Campeonato Brasileiro de Arrancada

O Velopark recebeu, entre os dias 29 e 31 de maio, a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Arrancada.

Após a vitória na primeira etapa em Curitiba, Sanchez venceu também no Velopark, conquistando assim a segunda vitória consecutiva na Dragster Top Alcohol, categoria máxima da competição. Com este resultado, Alejandro segue na liderança do campeonato, que contará com um total de 6 etapas nas melhores pistas de 402 metros do país.

Durante a prova, o piloto mais rápido do Brasil voltou a percorrer os 402 metros na casa dos 5 segundos! A equipe Flash Power Racing Team pôde comemorar a marca de 5s966 para a distância de 402 metros, com 361km/h de velocidade final! “A pista estava com um ótimo grip, e com isso pudemos utilizar toda a força disponível no motor Chevrolet V8 blower para voltar a andar na casa dos 5 segundos!”, disse Alejandro. Além do ótimo tempo, Alejandro mostrou muita constância em todas as suas participações e venceu a disputa contra Sidnei Frigo.

O público gaúcho, presente no Velopark localizado em nova Santa Rita, região metropolitana de Porto Alegre (RS), foi o primeiro a conferir o novo layout do Dragster da equipe AS Racing Team, que conta com apoio da Flash Power e Magic Web Design. A nova pintura, com predomínio da cor preta, segue o mesmo padrão utilizado no Stock Car de Giuliano Losacco, que também conta com apoio da Flash Power Energy Drink.

Alejandro é o maior vencedor da Arrancada brasileira e detém as principais marcas da modalidade no país. É o piloto mais rápido da história da Arrancada brasileira, com o tempo de 5s763 para 402 metros, conquistado em 2008 na pista do Velopark. Possui também a maior velocidade final já registrada em território nacional, com 403 km/h, na pista de Curitiba (PR). Além destes recordes, Alejandro mantém o recorde brasileiro de velocidade lançada, com média horária de 310,66 km/h num Porsche 993, biturbo de 3,8 litros na distância de um quilômetro. E também foi o mais rápido a andar com o Jet Car, o primeiro carro importado movido à turbina de avião, alcançando 387 km/h nos 402 metros do Velopark.

A próxima da Equipe Flash Power/ Magic Web Design será na 3ª Etapa do Campeonato Paranaense de Arrancada neste final de semana dias 12 e 13 de junho, na reta do Autódromo Internacional de Curitiba.

Alejandro Sanchez conta com o apoio de Flash PowerMagic Web Design.

Veja também o site do piloto: http://www.alejandro.com.br/

Equipe Alejandro Sanchez.

2 comentários em Alejandro Sanchez segue invicto no Campeonato Brasileiro de Arrancada
Tags: , , , , , , , Categoria: Arrancada
Página 95 de 98« Primeira...9394959697...Última »