Mudanças nos circuitos de Fórmula 1

Depois de sediar a Copa do Mundo em 2010, a África do Sul pode ser o mais novo circuito de Fórmula 1 já para o ano que vem. De acordo com dirigentes do automobilismo local, a possibilidade de levar GPs ao país pode desenvolver a infraestrutura do esporte e melhorar a situação econômica, ajudando especialmente jovens de origem mais pobre a ingressar no esporte.

Estas são as exigências para realizar os investimentos necessários, segundo George Nyabadza, diretor da associação de automobilismo da África do Sul.

Ler Mais

Comentários
Tags: , , , , , Categoria: Fórmula 1

Mais Stock Car: tem Corrida do Milhão em 2010

Foi confirmada nos últimos dias a realização de mais uma edição da Corrida do Milhão na Stock Car. A prova milionária não é novidade. A primeira edição aconteceu em 2008 no Autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro e causou verdadeiro furor entre as equipes e os pilotos.

Em 2010 a Corrida do Milhão acontece em Interlagos-São Paulo e está marcada para o dia 05 de setembro. Será a penúltima prova antes da Super Final, que acontece aqui no Autódromo Internacional de Curitiba, no dia 05 de dezembro.

Ler Mais

Comentários
Tags: , , , , , , , , Categoria: Stock Car

Confirmado mais um circuito paranaense na Stock Car 2010

Além do Autódromo Internacional de Curitiba, mais um circuito paranaense entra no calendário da Stock Car nesta temporada de 2010. A Vicar, empresa responsável pela realização da prova, recebeu ofício da prefeitura de Londrina, no norte do estado, garantindo o cumprimento das obras básicas para que seja realizada na cidade a nona etapa, marcada para o dia 10 de outubro deste ano.

O Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina, vai receber obras de asfaltamento das áreas de escape solicitadas em visita técnica, afastamento dos muros em algumas áreas e aprofundamento das caixas de brita. Além disso, serão realizados serviços de correção de infiltração da água nos boxes, camarotes e paddock, readequação da chicane após a reta dos boxes, nivelamento da pavimentação e readequação do traçado da curva da Caixa d’Água – o que vai aumentar a área de escape e a segurança dos pilotos. Está prevista ainda a reforma na Sala de Imprensa.

Ler Mais

Comentários
Tags: , , , , Categoria: Stock Car

Motovelocidade

O Autódromo Internacional de Curitiba já foi palco de três etapas do Campeonato Paranaense de Motovelocidade e outras duas ainda devem ser realizadas neste ano. A categoria atrai diversos fãs a cada competição. E não apenas neste campeonato. Hoje o Blog do AIC conta um pouco mais sobre a origem da motovelocidade.

Os responsáveis pelo surgimento do motociclismo foram os franceses. As competições ciclísticas foram oficializadas somo como atividade esportiva em 1904, mesmo ano de criação da Federação Internacional de Motociclismo, com o intuito de regulamentar o esporte.

Em 1913 aconteceu em terras francesas o 1º Grande Prêmio de motociclismo da história. Era uma prova isolada que não fazia parte de um calendário ou campeonato.

Já no ano de 1922, a França foi palco da prova que seria wa inspiração das principais corridas de moto do mundo dali em diante: as “24 horas de Le Mans”. Mas foi apenas na década de 1960, com a invasão das motos japonesas, é que ela se consolidou como a maior prova em resistência do motociclismo mundial. Os primeiros brasileiros a participarem desta prova foram Walter “Tucano” Barchi e Paulé, em 1976.

Brasil – Por aqui, o motociclismo tem início em São Paulo, aproximadamente no ano de 1919. No circuito de Itapecerica, muito tradicional na época, foram percorridos 240 km e o vencedor foi Guilherme Spera. A primeira corrida realizada fora de São Paulo só ocorreu em 1932, no Rio de Janeiro.

Mesmo tendo iniciado em 1919, as disputas de esportes motorizados só começaram a acontecer realmente quando foi inaugurado o Autódromo Internacional de Interlagos, em São Paulo, no ano de 1940. Com uma pista à altura dos circuitos internacionais, não demorou muito para os campões de alto nível aparecerem. Em 1947, Edgar Soares já era bi-campeão paulista com sua Matcheless de 350 cilindradas.

Em 1948 é fundada a Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), mas sua filiação a Federação Internacional só aconteceu em 1949. E foi nesse ano que nasceu também em São Paulo, o Centauro Motor Clube, fundado por Eloy Gogliano e Wilson Fittipaldi, clube que passa a organizar centenas de competições em diversos autódromos do Brasil.

E foi na década de 1950, mais precisamente em 1954, que acontece o grande trauma do motociclismo nacional. Alguns políticos paulistas, na tentativa de organizar uma competição internacional, conseguiram apenas fazer com que a CBM levasse uma suspensão da Federação Internacional, que duraria dez anos.

E somente no ano de 1972 foi que a categoria volta a adquirir força, quando há uma retomada desse esporte no Brasil e de credibilidade no exterior. Hoje, os campeonatos mais conhecidos são o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade e as 500 milhas de Interlagos – a mais tradicional das competições.

Um dos destaques na categoria foi o piloto Alexandre Barros, que iniciou a carreira em 1986, participando do Campeonato Mundial de Motovelocidade na categoria 80cc. Encerrou sua carreira em 2007 na corrida de Valência, em que terminou na 7ª colocação.

Foto: Nei Quadros

Comentário
Tags: , , , , , , , Categoria: Motovelocidade

Velocidade no fim de semana

Mais um fim de semana de grandes emoções no Autódromo Internacional de Curitiba. Vai de hoje (09) até domingo (11) a 4ª etapa da Copa Pinhais Marcas e Pilotos.

Até a temporada passada, a competição recebia o nome de Copa Turismo Show e era organizada pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Automobilístico (IBDA), tendo somente a supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo.

Em 2010, a temporada iniciou com mudanças. O nome da competição passou a ser Copa Pinhais de Marcas e Pilotos, nome dado em homenagem a cidade sede do Autódromo Internacional.

E a partir de agora, a Federação Paranaense de Automobilismo assumiu a promoção e organização da competição, para que o evento tenha continuidade, mantendo-se dentro das normas da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

A Copa Pinhais é disputada nas categorias Marcas A, Marcas B, Marcas Sênior e Stock 5000, e reune pilotos que representam os estados do Paraná e Santa Catarina. As oito etapas previstas para essa temporada estão sendo todas disputadas no Autódromo Internacional de Curitiba, localizado no município de Pinhais, região metropolitana da capital paranaense.

Confira como está a classificação dos pilotos até a 3° Etapa:

Marcas A:

1º James Ramos (SC), 130 pontos;

2º Marcel Rodrigues (SC), 90;

3º Valmor Emílio (PR), 70;

4º Felipe Lobo (SC) 63;

5º Pierre Sabbagh (SC), 42;

6º Alessandro Marchini (PR), 39.

Marcas B:

1º Lisboa Jr/Lorenzo Finardi (PR),118;

2º Davi Dal Pizzol (SC), 81;

3º Rodrigo Bonora/Lúcio Seidel (PR), 76;

4º Leonardo Fortunato (PR), 70;

5º Andrei Carta/Ruslan Carta Filho (PR), 50;

6º Billy Gabardo (PR), 42.

Marcas A Sênior:

1º Marcos Ramos (PR), 116;

2º Ângelo Marqueto (PR), 103;

3º Luiz Ferreira/Guto Baldo Neto (PR), 97;

4º Carlos Brockveld (SC), 67;

5º Gilberto Borges (PR) e Samir Silva (SC), 24;

6º Toninho Espolador Neto (PR), 19.

E na Stock 5000:

1º José Carlos Franzoi (PR), 75;

2º Armin Kliewer (PR), 50;

3º Maurício Reuter (SC), 46;

4º Marco Garcia (PR), 45;

5º Odair Costa Jr (SC), 40;

6º Anderson Campos Andrade (PR), 32.

Comentário
Tags: , , , , , , Categoria: Eventos Autódromo
Página 96 de 101« Primeira...9495969798...Última »